SF News – A gente se informa é aqui!

Notícias

Cenários da Educação

junho 06
14:39 2016

Atualmente o mundo vive Cenários educacionais e empresariais completamente disruptivos e nada homogêneos. São pessoas com origens diferentes, gerações diferentes, orientações sociais diferentes, culturas diferentes, etc.

Essa realidade encontrada hoje, faz com que o mercado de trabalho e o mercado educacional esteja cada vez menos preparado. Por isso o aumento das consultorias. Os alunos saem das faculdades com muitas técnicas e competências desenvolvidas, porém, esse aluno que não se desenvolve paralelamente e fica apenas atrelado a sala de aula, chega ao mercado com hiatos que são preenchidos pelas consultorias. O mercado, não só consome as competências desse aluno, ele precisa delas, mas muitas vezes recorre a empresas que hoje fornecem soluções que os alunos nunca foram desafiados a gerar em sua vida acadêmica.

Mas quem é responsável por corresponder a essa demanda? Será que o sistema de ensino atual tem como atender essa nova realidade? Será que os professores ditos mestre e doutores, têm condições de entender melhor essa realidade, para poder preparar melhor o seu aluno para esse mercado hibrido?

No meu caso, as instituições de ensino me entregaram um conhecimento e um diploma que me credenciaram a entrar no mercado e me desenvolver nele. Mas o que mais teve impacto na minha vida não foi o que aprendi na Universidade, foi o que a vida me ensinou. Existem diversos estudantes procurando ensinamentos de vida, mas parece existir um gap que não está sendo atendido pelas instituições de ensino. Os alunos estão gritando com os docentes, os alunos com dificuldades tecnológicas culpam as instituições, os alunos não respeitam normas simples de horários, e chegam ao mercado sem saber como se comunicar com o líder ou equipe, e alega não ter sido preparado na faculdade. O grande problema é que o mercado demanda algo que de um modo geral não está sendo oferecido.

Pesquisas atuais¹ revelam que os grandes executivos tem 7 vezes mais capacidade de autocontrole, 3 vezes mais capacidade de gerar empatia, 2,5 vezes mais capacidade de trabalhar em grupo, além das características de pensamento conceitual e capacidade analítica.

Existem diversos estudos aprofundados no tema Inteligência Emocional, o aprendizado é resultado do emocional e do cognitivo.

Trabalhando com Recursos Humanos durantes alguns anos de minha vida, colocávamos a disposição dos empregados contratados na primeira semana de treinamento e integração deles à Cultura da empresa, o conceito de que o Desempenho é igual comportamento vezes resultados. Não adianta gerar um grande resultado, uma nota boa na faculdade, ter todos os cursos necessários, se o comportamento necessário para atingir esses resultados não é o que a empresa espera, não é honesto, não segue as regras e prazos à risca, não interage com o grupo ou equipe de trabalho ou setores envolvidos. E quais são esses comportamentos?

  • Curiosidade
  • Inteligência emocional
  • Gratidão
  • Autonomia
  • Colaboração
  • Inteligência social
  • Pensamento crítico

São características que nos permitem organizar de forma bem distinta as habilidades não cognitivas das cognitivas.

Ao longo dos anos aprendi que não importa tanto o cargo que você exercerá em sua carreira mas sim as soluções que você produz. Sempre fui questionador e queria ver a roda girar, mas foram essas habilidades que foram citadas acima que permitiram isso.

1.dados retirados do livro Organizações sustentáveis de ensino superior de Fábio Garcia Reis.

coluna_cerebral

Graduado em Administração de Empresas pela Universidade Paulista – UNIP de São José dos Campos – SP. (2008). MBA em Gestão Empresarial e Recursos Humanos. Professor de Pós Graduação – GRUPO CENSUPEG em diversos cursos na área de Gestão e Negócios. Coordenador Administrativo na Faculdade São Fidélis. Coordenador do Curso de Bacharelado em Administração, Tecnologia em RH e Tecnologia em Processos Gerenciais da Faculdade São Fidélis.(2016). Professor convidado na Disciplina de Autoconhecimento na Prática Profissional da Faculdade São Fidélis. ( 2015/2). Tem experiência na área de Gestão de Pessoas e RH generalista. Mais de 20 anos em empresas Nacionais e Multinacionais como General Motors do Brasil e Docol Metais Sanitários.

Compartilhar:

0 Comentário

Nenhum comentário ainda

Ninguém ainda fez um comentário. Não gostaria de comentar?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Publicidade

Previsão do Tempo

SF News no Facebook