SF News – A gente se informa é aqui!

Notícias

Plano B – Reinvente-se

agosto 28
23:35 2016

Existe um grande líder que trabalhou comigo e um de seus ensinamentos foi que o momento de evolução, de desenvolvimento do ser humano é a hora que ele para refletir , quando ele para refletir sobre seja lá qual for o assunto, é nessa hora que ele amadurece, se desenvolve, entende o fato, o mundo, a situação, o problema, etc… esse momento nos dias de hoje está cada vez menos oportuno devido a correria do dia-a-dia. Mas, no meio daquela correria da vida, você para por um instante, olha para trás e pensa: “Puxa vida, agora é tarde demais…”

Recentemente eu fiz um post de um vídeo em minha página do facebook por conta de entender que o vídeo poderia ser no mínimo estimulador de reflexões para o quesito vida. Para quem tivesse a paciência de assisti-lo, a mensagem é forte, pesada e leva a reflexão.

A reflexão sobre: “Como teria sido se eu tivesse dado uma chance aquilo? ”

A resposta jamais esteve tão nítida na cabeça, não é verdade? Aliás, você nunca saberá como teria sido …

Existem devidas situações que procuramos alcançar todos os dias em nossa vida: o amor das pessoas que gostamos, saúde para desfrutar desse amor, o dinheiro para fazer isso tudo com qualidade, bens materiais para termos conforto na trajetória, promoções no emprego, etc…

De um modo geral essas coisas, por mais complexas que sejam vão e vem em nossas vidas. E muitas delas giram em torno do dinheiro que em nosso mundo capitalista dita as regras, o dinheiro vem no início do mês, e vai embora no final do mês. Certas vezes, brigamos com alguém que amamos, ficamos decepcionados, e depois fazemos as pazes. Compramos objetos para nos dar conforto, e depois os vendemos ou os descartamos quando ficam velhos.

Entretanto, existe uma coisa que nunca mais volta na vida: o tempo!

Ele simplesmente passa, e não existe nenhuma hipótese de retorno, a não ser tirar o máximo proveito das oportunidades que surgem conforme o tempo.

Mas, ultimamente, parece que está correndo mais rápido esse tempo, e também as oportunidades estão aparecendo com mais frequência nesse mundo de mudanças frequente, rotineiras, em todos os âmbitos e quando não aproveitamos aquela oportunidade da melhor forma, vem aquela voz da consciência: “puxa vida, se eu tivesse feito aquilo, isso não teria acontecido”, ou a outra “puxa vida, agora é tarde demais”…

Se tentarmos transformar essa voz em um sentimento, o nome seria arrependimento. O arrependimento, não tem retorno, não tem cura, no vídeo que citei no início do texto, tem um momento de depoimentos de idosos a beira da morte e todos apenas desejam tempo para fazer mais um pouco que deixaram de fazer.

“A minha esperança é que você já tenha um PLANO B caso o seu plano A não esteja sendo tão satisfatório, mas caso não tenha, olhe ao seu redor e construa a suas próprias oportunidades”.

Atualmente vivo em uma cidade pequena, com um enorme potencial de desenvolvimento pois têm pessoas maravilhosas que se movimentam e que se reinventam. Esse texto foi no intuito de levá-lo a reflexão sobre o que você está fazendo com o seu tempo. Mas não imagino que esteja fazendo coisas erradas, o que quero dizer é questione-se se está usando esse tempo com qualidade, com eficiência. O que isso quer dizer, quer dizer que muitas vezes eu faço cobranças sobre várias mudanças ao redor de mim, mas eu mesmo não faço o meu melhor para garantir que tudo seja excelente.

Hoje em minha cidade tem uma Faculdade nova e relativamente proporcional a cidade, com pessoas de qualidade e poucos alunos. Vejo esse local como um local de extrema oportunidade para um plano B, para quem quer aprender, para quem quer empreender, para quem procura desenvolvimento, socialização, sustentabilidade, econômica, social e ambiental. Para quem, quer se manter atualizado o melhor ambiente é o ambiente acadêmico, local onde as pessoas estão dispostas a se abdicarem do tão precioso tempo e dinheiro para se transformarem em pessoas melhores. Aliás foi isso que essa Faculdade trouxe para a sociedade, transformação.

As pessoas viajavam quilômetros para irem a Niterói, Nova Friburgo, Campos dos Goytacazes e Itaperuna. Perdiam tempo, perdiam relacionamentos, perdiam a referência e relação com a cidade de São Fidélis. Mas hoje, a comunidade do Norte e Noroeste Fluminense têm essa oportunidade de transformação batendo a sua porta. Em um local estruturado para que haja a transformação das pessoas e auxiliando as mesmas a economizarem tempo e dinheiro.

Quando ouvimos a falar a palavra REINVENTE-SE, parece algo muito desafiador, mas muitas vezes é apenas aprender a se organizar. A pagar as contas em dia e não pagar multas, é chegar no horário aos compromissos em vez de reclamar que perdeu o horário, é seguir as regras de trânsito em vez de andar com o veículo irregular por não concordar com a multa que levou por parar só um minutinho na vaga para cadeirante, muitas vezes reinventar-se nada mais é que ser cidadão consciente, que a oportunidade quem faz é VOCÊ, você melhor já é um Plano B, você responsável, você pontual, você educado, você cumpridor de regras sociais.

#alwaysworking

coluna_cerebral

Graduado em Administração de Empresas pela Universidade Paulista – UNIP de São José dos Campos – SP. (2008). MBA em Gestão Empresarial e Recursos Humanos. Professor de Pós Graduação – GRUPO CENSUPEG em diversos cursos na área de Gestão e Negócios. Coordenador Administrativo na Faculdade São Fidélis. Coordenador do Curso de Bacharelado em Administração, Tecnologia em RH e Tecnologia em Processos Gerenciais da Faculdade São Fidélis.(2016). Professor convidado na Disciplina de Autoconhecimento na Prática Profissional da Faculdade São Fidélis. ( 2015/2). Tem experiência na área de Gestão de Pessoas e RH generalista. Mais de 20 anos em empresas Nacionais e Multinacionais como General Motors do Brasil e Docol Metais Sanitários.

Compartilhar:

0 Comentário

Nenhum comentário ainda

Ninguém ainda fez um comentário. Não gostaria de comentar?

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Publicidade

Previsão do Tempo

SF News no Facebook